MAUS TRATOS CONTRA CRIANÇAS

Publicado: 23 de maio de 2011 em INFORMATIVOS

Oi gente, fiquei chocado ao assistir ao programa da Ana Maria Braga, na Globo…

… Então resolvi postar sobre o tema, diga-se de passagem covarde e muito triste!

Tenho dois lindos filhos, Weverton e Rafael (Christian), Que amo de paixão, são extensão de minha carne, sangue do meu sangue! Fico imaginando como o ser humano, se é que podemos chamar assim, consegue maltratar criaturinhas tão lindas e frágeis?

Os maus tratos com crianças ainda se constituem um grave problema em nossa sociedade. Inclui-se desde os maus tratos físicos e/ou emocionais (negligência), bem como abuso sexual.

A violência física pode ser identificada pela presença de marcas no corpo da criança: pequenas marcas redondas ou cicatrizes de queimaduras por cigarro; queimaduras nas nádegas ou planta dos pés; marcas de tapas; estrias e marcas de cintos, fivela, corrente ou cabide; assim como escoriações circulares ao redor dos punhos ou tornozelos; entre outros…

A negligência é a forma menos evidente de violência doméstica: não proteger a criança e/ou não dispensar a atenção adequada às suas necessidades. Pode ser identificada por uma alimentação inadequada, descuidos em relação a higiene e vestimentas, falta de afeto e desinteresse pela criança enquanto indivíduo. Causa danos psicológicos ou se confunde com resultados de acidentes comuns (queimaduras, fraturas, lesões). Muitas vezes é confundida com falta de recursos financeiros, porém ela está presente em todas as camadas sociais…

O abuso sexual precisa ser investigado: inspeção da criança procurando evidências de contato genital, sexo anal e/ou oral. Realização de exames laboratoriais para pesquisar presença de sêmen ou doenças sexualmente transmissíveis (DST). Com exceção de AIDS, sífilis congênita e conjuntivite gonocócica em recém nascidos, outras DST devem ser consideradas indício de abuso sexual…

Os profissionais da área de saúde precisam estar atentos, detectando e fornecendo acompanhamento para esta família. Esteja em um Centro de Saúde, Pronto Socorro, Ambulatório ou alguma unidade de internação, avalie como a criança é cuidada, o relacionamento pais-filho (se há agressão verbal, desinteresse,…), o modo como a criança reage ao exame ou à presença de familiares.

VIOLÊNCIA:

  1. Segundo o Dicionário Aurélio: qualidade de violento – ato violento – ato de violentar. Jur.: Constrangimento físico ou moral; uso da força; coação.
  2. Segundo a OMS: é todo ato que tenha ou possa ter como resultado dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico para a mulher, criança e adolescente assim como ameaça de tais atos, também a coação, ou a privação arbitrária da liberdade, pode acontecer dentro ou fora da casa.
  3. Segundo Azevedo e Guerra: violência doméstica contra crianças e adolescentes (VDCA), é todo ato ou omissão praticada por pais, parentes ou responsáveis contra crianças e/ou adolescentes que, sendo capaz de causar danos físico, sexual e/ou psicológico à vítima, implica, de um lado, numa transgressão do pode/dever de proteção do adulto e, de outro, numa coisificação da infância, isto é, numa negação do direito que crianças e adolescentes têm de ser tratados como sujeitos e pessoas em condição peculiar de desenvolvimento.

 

Ato: é a forma ativa da violência

Omissão: forma passiva da violência

VAMOS PROTEGER NOSSAS CRIANÇAS… DENUNCIEM MESMO!

DISK 100  OU 2253-1177 – NÃO PRECISA SE IDENTIFICAR.

mm gif

SERVIÇOS ELÉTRICOS EM GERAL

Por Wellington Christian

Anúncios

GOSTOU? COMENTE!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s